Historiadores em Perfil: Marc Bloch ~ Identidade 85 ::

quarta-feira, março 11, 2020

Historiadores em Perfil: Marc Bloch




Marc Bloch é o estreante de uma série de perfis de historiadores que faremos no blog. Ele é um dos mais importantes historiadores do século XX, tendo sido fundamental para a mudança que se realizou no ofício do Historiador, a partir sobretudo da criação da Escola dos Annales, da qual foi co-fundador. 

Seu nome completo é Marc Léopold Benjamim Bloch, nascido em Lyon, 6 de julho de 1886. Era filho de Gustave Bloch. Professor de História Medieval, Marc Bloch estudou na Escola Normal Superior de Paris, estudou em Berlim e também em Leipzig antes de ser bolseiro (bolsista) da Fundação Thiers (1909-1912, onde escreveu sua tese de doutorado sobre o fim da servidão dos camponeses na ilha da França, cujo título era Reis e servos: um capítulo da história capetiana (clique aqui para baixá-la).

Ele participou da Primeira Guerra Mundial, na arma de infantaria, sendo ferido e recebendo uma condecoração militar por mérito.



Após a guerra ingressou na Universidade de Estrasburgo, instituição onde conheceu e conviveu com Lucien Febvre. Os dois fundariam em 1929 a Revue des Annales (Revista dos Annales). Em 1936, sucedeu a Henri Hauser na cadeira de História Econômica da Sorbonne. A revista e o seu conteúdo conheceram então um sucesso mundial, dando origem à chamada Escola dos Annales.



Desde que publicou seu livro Os Reis Taumaturgos pela primeira vez em 1926, ele produziu outras obras importantes, como A Sociedade Feudal, A Estranha Derrota (esse sobre a derrota da França na Segunda Guerra, lançado postumamente) e aquele que é considerado por muitos como um "manual de cabeceira", que todo historiador deveria ler um dia, Apologia da História. Esse último também lançado pela primeira vez após sua morte - aliás, livro que não conseguiu terminar, o que deixa uma angústia na sua parte final.  


Essas obras póstumas tem a ver com sua condição trágica nos anos 1940. Com a eclosão da Segunda Guerra Mundial, e a ocupação nazista da França, Bloch, por ser judeu, teve que deixar a direção da Revista dos Annales, que passou a ser orientada apenas pelo seu colega Lucien Febvre. Somado a isso, sendo militante da resistência francesa em tempos de domínio nazista, ele foi preso pela Gestapo, torturado e fuzilado em Saint-Didier-de-Formans, em 16 de junho de 1944. 

Caso queira conhecer mais sobre esse autor, existe, entre outros a coleção de textos biográficos intitulada Marc Bloch, organizados por Julio Bentivoglio e Josemar Machado de Oliveira. Além dessa, um ótimo livro para entender um pouco sobre os Annales é o A Escola dos Annales (1929-1989): a Revolução Francesa da Historiografia, de Peter Burke. 


Os livros desse autor:


Les Caractères originaux de l’histoire rurale française (1926; título em inglês: French Rural History: An Essay on Its Basic Characteristics

The Ile-de-France

Réflexions d'un historien sur les fausses nouvelles


A Estranha Derrota (póstumo, 1946)

Apologia da História (póstumo, 1949)

Esboço de uma História Monetária da Europa (póstumo, 1954) / título original Esquisse d'une Histoire Monétaire de l'Europe

O Que Pedir aos Historiadores (2019, coleção de textos inéditos publicados entre 1914 e 1940)

Livro destaque desse autor:
 livro a sociedade feudal
A Sociedade Medieval
Clique aqui!

Para ver outros Historiadores em Perfil, clique aqui!

* Essa postagem é só um guia rápido desse historiadores. Se você souber de alguma incorreção ou tiver algum acréscimo de conteúdo a essa postagem, mande-nos nos comentários. Muito obrigado!


Assista a um vídeo nosso sobre o Peronismo Argentino!

 black friday amazon


Se estiver recebendo a mensagem pelo e-mail, clique aqui para assistir

Compartilhar: 

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Humanos

Digite e tecle Enter para buscar!