FILME: O Fotógrafo de Mauthausen [resenha] | José A. Fernandes ~ Identidade 85 ::

domingo, setembro 01, 2019

FILME: O Fotógrafo de Mauthausen [resenha] | José A. Fernandes




Poderia ser só mais um filme sobre campos de concentração, mas NÃO É. Tentamos nessa postagem mostrar o porquê, além de mostrar do que se trata e se vale a pena assistir.

Falar de campos de concentração em filmes não é novidade. Todos nós já vimos algum (ou verão em algum momento): quem nunca assistiu ou pelo menos ouviu falar de A Lista de Schindler ou O Menino do Pijama Listrado? Se fosse apenas por isso, esse seria só mais um, cujo "final da história" já sabemos bem: os judeus e demais minorias que foram confinados em campos de trabalho forçado e, depois, oficialmente de extermínio. Quase todos nós já podemos recriar mentalmente cenas horríveis do dia a dia nesses espaços de morte, com surras, estupros, fome, inanição, assassinatos gratuitos, mortes e câmaras de gás, cremações, enterros coletivos e por aí vai... Isso por certo não deve ser naturalizado por nós, deve mesmo sempre nos comover. Mas, se fosse só por isso o filme não traria nenhuma novidade. Todas essas coisas podemos ver nesse longa metragem.


Paul Ricken e seus "artístas" no filme

Entretanto, a primeira novidade que pode ser apontada é quanto à origem da produção. A Netflix, junto com outras "locadoras virtuais", tem criado um caminho de divulgação para filmes e séries que não são feitas nos Estados Unidos, o que vem quebrando o domínio que por muito tempo parecia quase monopolístico de Hollywood e seus associados. As produções que vem ganhando espaço tem origens variadas, desde a Alemanha, que vem produzindo, por exemplo, a complexa - e por vezes confusa - mas popular série Dark, até a Espanha, de onde sai e é ambientado o seriado da garotada, La Casa de Papel. Além disso, uma das coisas legais dessas produções é que elas são feitas, geralmente, na língua desses país, o que, na minha opinião já enriqueceria muito a cultura midiática atual.

No caso de O Fotógrafo de Mauthausen, lançado em 2018, mais uma vez a história é baseada em fatos reais. Outra de suas novidades é que nele não parte e nem foca nas histórias dos judeus, mas sim nos confinamentos e tratamentos dados sobretudo aos espanhóis que haviam lutado na Guerra Civil desse país e que durante a Segunda Guerra Mundial se encontravam no campo de concentração de Mauthausen. 

No meio desse contexto, o filme conta a história do fotógrafo Francesc Boix (vivido por Mario Casas), um jovem espanhol que por possuir o talento da fotografia tinha "tratamento privilegiado" no campo, assistindo e ajudando o fotógrafo oficial nazista Paul Ricken (Richard van Weyden) a registrar todas as "encenações" feitas pelos alemães em torno do dia a dia e especialmente das mortes que são mascaradas e cenas de crimes que são maquiadas para "gentes buenas" verem.


Boix no filme

Conforme a Alemanha percebia que perderia a guerra, começou a destruir os vestígios de suas atrocidades em todos os campos de concentração que mantinha (que não eram poucos). Nesse sentido é que Boix se tornaria fundamental na história (real e fictícia) de Mauthausen, porque propôs como missão pessoal e passou a planejar e executar com seus amigos formas de preservar os registros fotográficos. O resultado de algumas das "obras" que ele fora forçado a criar e que conseguiu preservar estão abaixo (clique nelas para ampliar). 




Agora, a pergunta que todos fazem quando leem resenhas desse tipo: o filme é bom ou não é?

Em nossa opinião é SIM. Primeiro porque, como dissemos, ele foge do círculo hollywoodiano. Mas, além disso, porque tem uma história bem contada, tem uma fotografia bem feita e uma atuação excelente de Mario Casas. Ele serve para informar, para lembrar, para recriar, mesmo que seja um filme e não exatamente um documentário. Enfim, ele serve para uma noite fria de sábado, sob o risco de muita emoção e de revolta contra alguns seres (supostamente) humanos.

Boix da vida real


Ignacio Jose Mata  
 Mauthausen

Para mais livros sobre esse evento, clique aqui ou na imagem abaixo!


Assista ao trailer


Se estiver recebendo a mensagem pelo e-mail, clique aqui para assistir

Gostou da postagem? Então comente e compartilhe com seus amigos!

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Humanos

Digite e tecle Enter para buscar!