Identidade 85 ::

VÍDEO!

Minha Coleção de ELVIS | PARTE 2

VÍDEO!

Minha Coleção de ELVIS | PARTE 1

VÍDEO!

O programa o Som do Vinil fala sobre "Elis e Tom"

A morte e o funeral de Gardel

[fotos, vídeos e texto]

sábado, fevereiro 16, 2019

LANÇAMENTO! Filhos de Sangue e Osso, de Tomi Adeyemi




Saiu recentemente o livro Filhos de Sangue e Osso, de Tomi Adeyemi, pela editora Fantástica. Uma peça de literatura, feita por alguém de origens africanas, é uma oportunidade de intercâmbio com a história e outras ciências humanas. Uma forma de os professores despertarem o interesse de alunos arredios quando se trata de "história verdadeira e factual" e uma forma de qualquer um ler algo baseado na realidade de forma mais lúdica.

💬 O que o livro conta?

A mitologia iorubá é o fio condutor de Filhos de sangue e osso, que marca a estreia de Tomi Adeyemi na literatura. Graduada em literatura inglesa em Harvard, a jovem escritora norte-americana de origem nigeriana recebeu uma bolsa para estudar cultura africana em Salvador, na Bahia, onde se inspirou a criar um universo de fantasia onde a magia dos orixás corre o risco de se perder para sempre. 

O livro abre a trilogia o legado de Orisha e conta a história de Zélie, uma jovem disposta a lutar contra a opressão sofrida por seu povo. Considerado um dos grandes lançamentos do ano nos Estados Unidos, Filhos de sangue e osso ocupa as principais posições do ranking dos mais vendidos do The New York Times desde o lançamento, há 27 semanas, e já chega ao mercado com adaptação negociada para o cinema pela Fox e publicação em mais de 15 países.

🔎 Onde adquirir?

Amazon - 
https://amzn.to/2N827Qs

Submarino - http://acesse.vc/v2/47273bac72

Livraria da Travessa - http://acesse.vc/v2/4726727d0d



Clique aqui!

Compartilhar: 

quinta-feira, fevereiro 14, 2019

Curta-metragem: A casa de pequenos cubinhos (assista!)



Quem já leu minha postagem sobre a felicidade certamente deve ter pensado e tirado suas próprias conclusões sobre o que é e como viver para chegar a felicidade. Quando vi esse curta A casa de pequenos cubinhos (Tsumiki no ie, 2008) pela primeira vez, logo lembrei do que havia escrito e das aulas que ministrei nesses dias sobre o assunto. 

Não tem como não se sentir tocado pela visão da vida e da solidão que nos persegue com o passar do tempo: um velho homem vivendo só, lutando para fugir da inundação que avança sobre sua casa. Não sei como o verão, mas acredito que podemos seguir o caminho que nos leva a pensar nas coisas boas e em como aproveitarmos nossas vidas. Afinal, o que nos restará em anos de vida, além das lembranças e atividades ocasionais e quase rotineiras?

Pode parecer autoajuda, mas o que quero que façam na verdade, quando assistirem, é que reflitam com esse que é considerado um dos melhores curtas-metragens em animação dos últimos tempos sobre o que nos alimenta nossos sonhos e desejos, o que guardaremos de lembranças, o que preencherá nossos pensamentos e o que realmente importará no fim. 

E se ainda assim acharem que se trata de autoajuda, pois que assim seja então!

A direção e roteiro é de Kunio Katô.


Assista:




Dica de livro:


 1808 laurentino gomes promocao

1808
de Laurentino Gomes
de R$ 39,90 por R$ 9,90!

* Originalmente postado em 4/dez/2013.

Compartilhe:

quinta-feira, fevereiro 07, 2019

VÍDEO: Minha Coleção de ELVIS | PARTE 2 [José A Fernandes]




Eis a segunda parte, com mais 5 itens da minha coleção de ELVIS. Espero que gostem! 


Se estiver recebendo a mensagem pelo e-mail, clique aqui para assistir


Compartilhar:

segunda-feira, janeiro 28, 2019

VÍDEO: Minha Coleção de ELVIS | PARTE 1 [José A Fernandes]




Estou começando uma série de vídeos pra mostrar minha coleção para vocês. Espero que gostem! 


Se estiver recebendo a mensagem pelo e-mail, clique aqui para assistir


Compartilhar:

terça-feira, janeiro 22, 2019

Livros para pensar Didática e Prática de Ensino de História [POST ATUALIZADO]




Diante da necessidade que vem sendo apontada em diversos concursos em nossa área, onde constam vagas que envolvem prática de ensino de História, a didática e o uso do conhecimento histórico em sala de aula, fizemos uma lista que de livros que cremos ajudarão nos estudos e reflexões.

Ao menos em meu caso (José) ajudaram e continuam ajudando muito, seja nas minhas aulas atualmente ou especialmente quando prestei o concurso para ingressar como professor do Estado de Santa Catarina.

Muitas dessas obras venho lendo desde a época da graduação, relendo em momentos importantes e que me possibilitaram clarear questões teóricas fundamentais  e formar uma visão ampla do que é ser professor, ainda que tenhamos em mente sempre a importância da prática para se formar como tal.

Claro que a lista aqui não esgota (nem de perto) o que temos a disposição para leitura (nem mesmo indicam concordância de ideias em todos os pontos), mas creio que sejam algumas das fundamentais.



Kátia Maria Abud Ronaldo Cardoso Alves / André Chaves de Melo Silva (Orgs.)


 livro ensino de história abud

Esta obra surgiu a partir da experiência adquirida por seus autores em cursos dedicados à formação e ao aprimoramento de professores de História do Ensino Básico. Por essa razão, ela é também uma das referências disciplinas que envolvam didática e prática de ensino, além de ser referência também em concursos.

O contato e a troca de experiências com esses profissionais levaram ao desenvolvimento de um conjunto de dez capítulos, nos quais os profissionais do ensino terão acesso a sugestões de atividades didáticas ou miniprojetos, a partir da utilização de diferentes documentos e suportes materiais, como o documento escrito, o texto literário, as imagens fixas ou em movimento, o patrimônio histórico e mapas.

Todas as atividades podem ser adaptadas para as condições locais de cada escola e trazem recomendações quanto à sua adequação para as diferentes faixas etárias dos alunos, de acordo com os processos de aprendizagem próprios de cada idade, o que representa uma inovação necessária para um país do tamanho do Brasil e suas inúmeras realidades.

A obra apresenta ainda sugestões de leitura para os que desejam se aprofundar nas diferentes temáticas, estudando-as de maneiras variadas.


Clique aqui!




Marcelo Magalhães; Helenice Rocha; Jayme Fernandes Ribeiro; Alessandra Ciambarella (Orgs.)



O objetivo deste livro é promover um diálogo produtivo entre discussões da historiografia e do ensino de história, elaborando de forma reflexiva as fronteiras entre campos de pesquisa e reafirmando as relações constitutivas entre o mundo acadêmico e o escolar no ensino de história. 

O livro propõe, ainda, a afirmação dessa interlocução com a reunião de textos de pesquisadores de campos diversos, que pensam usos sociais do passado na história pública, aquela que se produz no espaço social mais amplo que o da academia, voltada para o público em geral ou segmentos desse público, como o escolar.


Clique aqui!



Selva Guimarães Fonseca


Autora também de Caminhos da História Ensinada, nesse livro - agora em edição revista e ampliada - Selva Magalhães apresenta reflexões sobre didática, metodologias e práticas de ensino de História desenvolvidas, no ensino fundamental, pela autora e por diversos professores, formadores, pesquisadores e alunos, em diferentes espaços e épocas.
O texto está dividido em duas partes. 

A primeira contém uma análise de dimensões do ensino de História que são temas centrais na formação docente: a história da disciplina e seus objetivos, os currículos, as políticas públicas, as abordagens historiográficas recorrentes, a questão dos livros didáticos e a formação da cidadania. A segunda parte apresenta questões didáticas, sugestões de metodologias, fontes, linguagens, materiais, relatos, técnicas de ensino, comentários críticos, visando à reconstrução de saberes e práticas nos diversos espaços educativos.

obra busca partilhar reflexões e experiências de ensino e aprendizagem em História, bem como contribuir com o desenvolvimento da área, participando dos processos de formação permanente dos profissionais da educação.

Da mesma autora: Ensinar História no Século XXIEnsinar e Aprender HistóriaEnsino Fundamental - Conteúdos, Metodologias e Práticas e Currículos, Saberes e Culturas Escolares.


Clique aqui!



 Ana Maria Monteiro

 livro ensino de história

O ensino de História se insere, no momento atual, em diversas problemáticas educacionais e historiográficas em meio ao processo de inclusão social que tem exigido redefinições de conteúdos históricos e de métodos possíveis de se articularem aos novos meios de comunicação com os quais as atuais gerações têm sido formadas e informadas. As universidades encarregadas da produção historiográfica e da formação docente, as decisões do poder estatal e do setor privado, o mercado da indústria cultural, assim como professores, têm obrigatoriamente de ser objeto de reflexão e de estudos articulados para a maior compreensão sobre a história escolar e sua contribuição para a formação de alunos provenientes de diversas condições econômicas e culturais. 

Este livro representa o esforço para a promoção desses diálogos, fruto de debates do V Perspectivas do Ensino de História, realizado no Rio de Janeiro, um dos principais encontros que especialistas da área, provenientes de diversas instituições brasileiras, vêm realizando ao longo das últimas décadas. Os temas abordados nesse V Encontro em torno do eixo “sujeitos, saberes e práticas” marcam o aprofundamento das relações entre a produção acadêmica e a da história escolar, uma disciplina presente na formação de jovens e crianças desde o século XIX e participante de uma formação política e de identidades sociais cujas dimensões precisam ser constantemente redefinidas e situadas no processo educativo, para que possa desempenhar um papel significativo na cultura escolar do mundo contemporâneo.


Clique aqui!



Circe Bittencourt


Esta coletânea é de fundamental importância, para que os futuros professores e os atuais possam ler não necessariamente o professor de História, porque ele é um livro, na qual aborda temas sobre Educação e métodos, para que ajudem ao aluno a compreender a determinada disciplina, ao método inovador, para que os alunos, também possam interver nas aulas, para que eles possam a compreender a sociedade atual, resgatando o censo critico, de até mesmo ajudar a escolherem seus representantes.

Da mesma autora: O Ensino de História e a Criação do FatoEnsino de História - Fundamentos e Métodos e Livro Didático E Saber Escolar: 1810-1910. 


Clique aqui!




Thais Nivia de Lima e Fonseca

 livro historia e ensino de historia

Este livro foi muito útil na minha formação, me mostrando caminhos pelos quais a disciplina passou e as permanências nas práticas docentes mais atuais; provocando reflexões que estão hoje em dia me fazendo pensar e repensar as minhas próprias práticas em sala de aula. 

Ele propõe uma reflexão sobre a trajetória do ensino de História ao longo do tempo, no Brasil e sobre as suas múltiplas faces, expressões da complexidade que envolve desde que a História tornou-se uma disciplina escolar. Partindo de uma discussão metodológica sobre a história das disciplinas escolares, o texto caminha para a exploração sobre a história do ensino de História na Europa e nas América, verticalizando o olhar sobre este ensino no Brasil desde o século XIX.


Clique aqui!



Paulo Freire


Na Pedagogia da Autonomia, de 1996, Paulo Freire nos apresenta uma reflexão sobre a relação entre educadores e educandos e elabora propostas de práticas pedagógicas, orientadas por uma ética universal, que desenvolvem a autonomia, a capacidade crítica e a valorização da cultura e conhecimentos empíricos de uns e outros. 

Criando os fundamentos para a implementação e consolidação desse diálogo político pedagógico e sintetizando questões fundamentais para a formação dos educadores e para uma prática educativo-progressiva, Paulo Freire estabelece neste livro novas relações e condições para a tarefa da educação.

Outros livros do autor também tem importância destacada, como Educação e Mudança e Pedagogia Do Oprimido.


Clique aqui!



Edgar Morin

 livro Os Sete Saberes Necessários à Educação do Futuro

Este texto pretende expor problemas centrais ou fundamentais que permanecem totalmente ignorados ou esquecidos e que são necessários para se ensinar no século que se inicia. 

Os Sete Saberes indispensáveis enunciados por Morin constituem eixos e caminhos que se abrem a todos os que pensam e fazem educação e que estão preocupados com o futuro das crianças e adolescentes.


Clique aqui!



Leandro Karnal (Org.)

 livro História na Sala de Aula leandro karnal

A presente obra é, antes de tudo, uma declaração de amor ao ofício de ensinar História. Catorze profissionais reconhecidos na área unem suas experiências e concepções em um livro que lança novas luzes sobre o trabalho do professor, tanto do ensino fundamental quanto do ensino médio. 

E, ao contrário de outras obras do gênero, o livro não fica apenas na discussão de teorias: a partir delas questiona certas práticas de sala de aula e propõe outras, mais eficientes para despertar o interesse dos alunos pela matéria e mais compatíveis com a responsabilidade social do historiador.
 
Clique aqui!

--------------------------

Assista e indique para os seus alunos o nosso vídeo Quem são os índios do Brasil? clique para ir! 
 Quem são os índios do Brasil

* Originalmente postado em 19/set/2016.

Compartilhe:

domingo, janeiro 20, 2019

LANÇAMENTO! Jinga de Angola: A rainha guerreira da África!




Mulher livre, corajosa e orgulhosa que soube defender ardentemente sua posição e africanidade. Esse é o perfil da rainha Jinga, tema do novo livro de Linda M. Heywood.

💬 O que o livro conta?

A “Cleópatra da África Central” teve petulância o suficiente para enfrentar as impiedosas lutas de poder dominadas pelos homens de seu tempo. Poderosa e destemida, a rainha Jinga não recuou um centímetro para tentar preservar seu território dos colonizadores portugueses na África. No século XVII, essa figura, cuja inteligência tinha o mesmo grau de sua ferocidade, desafiou todas as limitações impostas ao seu gênero. 


Imagem de capa de outro livro, intitulado Rainha Ginga

Este livro certamente abala as narrativas hegemônicas sobre a história da África. No auge de seu reinado, na década de 1640, Jinga governava quase um quarto do norte de Angola nos dias de hoje. Perto do fim de sua vida, cansada da guerra, fez as pazes com Portugal e se converteu ao cristianismo – embora sua devoção à nova fé fosse questionada. 


Estátua da rainha em Angola

Em um mundo onde as mulheres eram subjugadas pelos homens, Jinga reiteradamente superava seus competidores do sexo masculino e desrespeitava as normas estabelecidas, arrebanhando inclusive um sem-número de amantes de ambos os sexos. Hoje ela é reverenciada em Angola como heroína nacional e homenageada nas religiões populares. Seu complexo legado forma parte crucial da memória coletiva do mundo afro-atlântico.

🔎 Onde adquirir?

Amazon (R$ 89,90 - comprando mais um livro qualquer, o FRETE É GRÁTIS)https://amzn.to/2S0kRGC


Livraria da Travessa (R$ 75,52)http://oferta.vc/v2/20bd8a0981

 livro jinga angola
Clique aqui!

Compartilhar: 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Humanos

Digite e tecle Enter para buscar!